Poesia sobre saudade

Chuva de sofrimento

Entre a água da chuva e
a água que cai dos seus olhos,
entre o sofrimento e o pecado
sei que errei mais não foi de
proposito. Na vida erramos mas
não podemos aceitar 
um erro sórdido.

Em cada chuva que cai sobre
meu corpo, cada gota é
uma lagrima, cada momento
que passo ao seu lado
esbanjo um bom gosto e
vejo que o tempo não passa.

Queria que minha vida 
fosse toda ao seu lado,
queria que o ser humano
fosse perfeito e não existisse
pecado e queria que o proposito
da chuva fosse lavar o que há 
de errado.

Caio Sena